Faixa de pedestres colorida é pintada no Largo da Batata ( vídeo)

Faixa de pedestres pintada pelo colectivo " A Batata precisa de você" Foto: Rachel Schein

Faixa de pedestres pintada pelo colectivo ” A Batata precisa de você” Foto: Rachel Schein

Na sexta-feira 17 de abril o coletivo “A Batata Precisa de Você” pintou uma faixa de pedestres colorida na rua Fernão Dias, na região do Largo da Batata, São Paulo. Foi a edição de nº 64 da ocupação regular no Largo feita pelo coletivo.

Isso porque há uma demanda de pessoas atravessando na região. Segundo pesquisa feita por voluntários em maio de 2014 a pedido da SP Urbanismo, cerca de 9.000 pessoas atravessam neste local todos os dias.

Um morador do bairro, que pertence ao coletivo “Não Largue a Batata” fez um pedido de colocação de faixa no local devido a velocidade dos automóveis e a quantidade de pedestres e ciclistas que atravessam ali ao SAC da prefeitura. O pedido foi encaminhado para a  CET e resposta foi:

01/12/2014 – Sua solicitação está sendo tratada no processo nº 00.25.22198/14-90, que foi encaminhado à Área Técnica da CET, para análise. Oportunamente, informaremos os resultados do estudo neste SAC.

26/01/2015 – Em atenção à solicitação em referência, informamos que em vistoria realizada constatamos que por se tratar de trecho em curva fica impossibilitada a colocação de elementos semafóricos no local. Assim, sugerimos que a travessia seja realizada no cruzamento da Rua Teodoro Sampaio com a Rua Cardeal Arcoverde, cujo local é semaforizado e possui focos de pedestres. Em face do exposto, no momento, somos favoráveis à manutenção das atuais características da sinalização da via. Departamento de Atendimento ao Munícipe – DAM.

Pedestres devem ter seu direito de travessia garantido

O fato é que pessoas que usam a própria energia para se locomover ( pedestres e ciclistas) sempre optam pelo caminho mais curto.

Segundo a jornalista e cicloativista Renata Falzoni, um plano de mobilidade só funciona se você não coloca obstáculos para quem faz o deslocamento de modo ativo: “Quando você fala em mobilidade nas cidades, o que transcende qualquer cidade do mundo é a necessidade de você prover para o cidadão que anda com a energia do próprio corpo o direito de menor esforço. Com certeza se isso for negado, você vai ver problemas resolvidos a força pelo povo diretamente relacionado a colocação de obstáculos.”

Renata cita uma palestra assistida em Viena chamada”Problemas no paraíso”, onde dois profissionais do trânsito de Amsterdam e Copenhagen contavam sobre problemas decorrentes das estruturas colocadas e as soluções criadas pelos usuários das vias:  “todos eles tinham uma coisa em comum: respostas engraçadas do público quando eles erraram ou não conseguiram negociar com a carrocracia, soluções óbvias da facilidade de ir e vir: Pessoas chegaram a construir escadas como ‘facilitadores de transgressão’ para garantir seu direito do mínimo esforço.” – conta Renata.

Ação do coletivo feita em janeiro de 2014 colocava faixas de tecido na via

Uma das primeiras ações do coletivo feita em janeiro de 2014 chamava atenção para esse fato: uma faixa de pedestres de tecido era colocada no local e uma guarda-bailarina dançava chamando a atenção dos motoristas.

Faixa de tecido em ação do coletivo em janeiro de 2014.

Faixa de tecido em ação do coletivo em janeiro de 2014.

Screen Shot 2015-04-22 at 2.26.56 PM

Faixa de tecido é colocada no trecho onde foi pintada. Foto: Rachel Schein

 

Screen Shot 2015-04-22 at 2.27.33 PM

Pedestre atravessa em faixa de mentira. Foto: Rachel Schein

O problema ainda não está totalmente resolvido. Apesar da faixa de pedestres “pintada pelo povo”, a velocidade dos ônibus e carros ainda é bem alta. O mais curioso é que eles vem rápido mas são obrigados a parar no semáforo, um pouco mais a frente ( onde a CET sugere a travessia). Quem pedala conhece o tempo dos semáforos e é fácil reparar que quando abre lá atrás, fecha ali na frente, portanto não há motivo para tanta velocidade, principalmente neste trecho que atravessam 9.000 pessoas por dia. Com ou sem faixa.

 

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em acessibilidade, cidadania, espaços públicos, intervenção urbana, mobilidade e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Faixa de pedestres colorida é pintada no Largo da Batata ( vídeo)

  1. Tiago disse:

    Rachel, você ainda tem o contato do morador que pertence ao coletivo “Não Largue a Batata” e fez um pedido de colocação de faixa no local? Se sim, poderia nos passar?

    Obrigado!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s